Essa semana a Sigrid esteve com o Matt Wilkinson na rádio Beats 1 para falar sobre o novo álbum, sua turnê, karaokê e inspirações musicais. Confira:


 

Sigrid pela segunda vez foi convidada a dar entrevista na rádio Beats 1 em Londres no programa do Matt Wilkinson. Decidimos escutar toda a entrevista, que está disponível aqui, traduzir e transcrever todos os pontos que julgamos interessantes.

No início da conversa o Matt menciona o show no Brixton Academy em que a família da Sigrid esteve presente na plateia, Sigrid conta que a família inteira veio da Noruega para assistir, ela também comenta que conseguia ver eles chorando lá do palco.

Em dado momento, Sigrid conta sobre o 1º show dos dois shows de Manchester onde o Jan Thomas, o técnico de som, colocou a música ” Don’t Stop Believin’ “ do Journey no final do show, quando todos da banda já estavam no backstage. Todos voltaram  e dançaram, fazendo festa com o público. Sigrid ainda diz que costumava cantar essa música no karaokê em um bar chamado Mølla, em Ålesund, onde ela frequentava todos os finais de semana na época do Ensino Médio.

 

 

Ao ser questionada sobre quando o novo álbum sairia, a Sigrid responde:

Estou trabalhando no álbum, estou me divertindo muito com isso, também é estressante porque estou nervosa quanto ao lançamento, estou muito animada também, mas sim, está perto de ser lançado. O motivo de eu ser um pouco misteriosa é que, de alguma forma, é um processo bem privado, algo legal porém não é bom falar muito sobre isso, revelar muito, porque é um processo meio que secreto.

– Matt pergunta se “Sucker Punch” estará no álbum, ela deixa um ar misterioso no ar.

 

 

 

Nessa parte da entrevista o Matt diz à Sigrid que tem um iPad em frente à ela com uma playlist de músicas do Coldplay, já que ela mencionou que Coldplay seria o artista que ela queria que tocasse na Beats 1. Sigrid então é informada que pode escolher 4 ou 5 músicas, ela ressalta que ama conversar sobre o Coldplay e a primeira música escolhida é “Hurts Like Heaven”, ela também diz que não consegue pronunciar o nome do álbum, que é o “Mylo Xyloto” de 2011, e que sempre será muito especial para ela pois foi o primeiro álbum que ela comprou com o próprio dinheiro, apesar de já amar o Coldplay desde o primeiro álbum em que o irmão, Tellef Raabe, mostrou à ela.

 

 

Sempre quando os irmãos mais velhos da Sigrid escutavam algo ela também escutava, sigrid conta que “Clocks” foi a primeira música que ela ouviu e que foi em uma estação de trem durante um período de férias em família. “Clocks” também foi a primeira música na qual ela ouviu ao vivo no ano passado em um show no Rose Bowl, em Pasadena, Los Angeles – Califórnia.

A segunda escolha do dia é “In My Place”, Sigrid ama a bateria na música e pontua que o baterista de sua banda poderia tocá-la facilmente.

 

 

Matt revela que pesquisou no Google as palavras “Sigrid” e “Coldplay” juntas e que achou várias coisas, uma delas é um tweet da própria Sigrid de 2013 em norueguês. Sigrid fica toda constrangida ao traduzir o tweet, que diz:

Você é o baixista do Coldplay. Você está nesse segundo tocando “Paradise” na frente de um público gigantesco, você deveria sorrir.

 

 

 

“Viva La Vida” é a terceira escolhida, Sigrid revela que essa foi uma das grandes inspirações para “Sucker Punch” devido ao refrão.

 

 

Sigrid nunca se encontrou com o Coldplay e disse que sempre escuta as músicas deles no estúdio para se inspirar.Ela e a banda estão pela segunda vez percorrendo  as estradas com o ônibus da turnê, ela acha o máximo saber que todos estão juntos no mesmo lugar, já que a banda é como se fosse uma família para ela.

A quarta escolha é “Something Just Like This”, música com participação do The Chainsmokers. Matt aproveita o gancho do assunto e questiona Sigrid sobre colaborações, ela responde que nunca fez uma colaboração oficialmente mas já trabalhou em estúdio com várias pessoas. Ela afirma que está sempre aberta à propostas, mas para uma colaboração a música tem que ser a música certa, deve também ter química certa no processo, no entanto ela está focada em suas próprias músicas no momento, ela se sente muito confidente com seu próprio material.

 

 

A última música escolhida é “Trouble”, ela se recorda que ela não conseguia descobrir as notas da música quando ela estava aprendendo a tocar piano. Ela conta que um mês depois dela terminar o Ensino Médio ela se mudou para Bergen e fez um show onde apresentou covers do Coldplay, e que talvez o irmão dela tenha filmagens. Esse fato aconteceu numa livraria pública e foi bem antes dela assinar com a gravadora. Quando ela apresentou o cover de “Trouble” ela descobriu, finalmente, qual era as notas do piano.

 

 

As coisas para a Sigrid só irão desacelerar em dezembro, apesar do show beneficente da Ellie Goulding (dia 20 de dezembro em Wembley) ela irá tirar 1 ou 2 semanas de folga para o Natal. Matt se lembra, devido um bate-papo com a Sigrid, que em dezembro do ano passado a ela teve os sisos extraídos e pergunta:  qual é a melhor comida para uma pós extração dos dentes do siso? A Sigrid responde: sorvete! Eu olhava para a mãe e falava: você não pode dizer nada sobre eu estar comendo mais sorvete agora.

 

Link para a entrevista na íntegra aqui.

 


Acompanhe nossas redes socias, clique no ícone:

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.